Aprenda trade esportivo

Gestão de banca nas apostas e no trading esportivo

Quando buscamos conteúdo sobre trade esportivo (e o mesmo vale para as apostas esportivas), diversas palavras e expressões aparecem repetidamente. Elas vão desde promessas absurdas – como ganhar dinheiro fácil – até questões técnicas, como métodos de trabalho.

 

Porém, se existe uma “expressão mágica” neste mundo, ela certamente atende pelo nome de gestão de banca.

 

gestao de banca 1 

 

Neste artigo, vamos entender a importância da gestão e conhecer algumas maneiras de fazê-la. Mas, acima de tudo, vamos nos conscientizar que sem uma gestão de banca adequada e bem feita, é impossível ter sucesso no longo prazo.

 

Veja também: Handicap asiático: como e onde

 

Em outras palavras, se você não tiver gestão de banca, estará fadado a quebrar, ou seja, perder todo o seu capital investido nas apostas.

 

Gestão de banca: o que é

 

Como dissemos, a gestão de banca é fundamental para quem faz das apostas e do trade esportivo algo sério. Seja sua principal fonte de renda, seja um complemento, você não sobrevive sem ela.

 

E, vale lembrar, sobreviver é fundamental neste meio.

 

gestao de banca 2

 

Porém, antes de entendermos sua importância, vamos explicar o que é a gestão de banca, propriamente dita.

 

Resumindo de maneira bem simples, podemos dizer que gestão de banca é definir o valor em dinheiro que um apostador ou trader coloca em cada entrada. Geralmente, isso é feito utilizando uma porcentagem do total da banca, o que se convencionou chamar de unidade.

 

Veja também: Os 4 métodos como as casas de apostas ganham dinheiro

 

Para exemplificar, vamos imaginar alguém que usa uma gestão de uma unidade por aposta e divide sua banca em 100 unidades. Assim, se a banca desta pessoa for de R$ 100, suas apostas serão de R$ 1 cada. Se a banca for de R$ 1 mil, suas entradas serão de R$ 10. Se a banca for de R$ 2 mil, as apostas serão de R$ 20 cada. E assim sucessivamente.

 

Em outras palavras, este nosso personagem utiliza a gestão de 1% da banca por entrada.

 

Gestão sempre, não importa o tamanho da banca

 

Um erro muito comum dos iniciantes nas apostas e no trade esportivo é pensar que alguém que não consegue ser lucrativo com uma banca pequena alcançará o sucesso quando tiver uma banca grande.

 

gestao de banca 3

 

Evidentemente que, para um apostador lucrativo, uma banca maior rende mais dividendos. Porém, quem não consegue ter disciplina para gerenciar sua banca quando ela ainda é pequena, certamente também não conseguirá fazer o mesmo quando este bolo crescer (isso se crescer, é claro).

 

Veja também: Teorema da Escada

 

Aliás, é importante frisar que o conceito de “banca grande” e “banca pequena” é particular de cada um. Afinal, os mesmos R$ 100 podem ter um valor para você e outro completamente diferente para outra pessoa.

 

Quanto você aceita perder?

 

Então, a pergunta que fica é: qual a porcentagem da nossa banca que devemos colocar em cada entrada? Ou seja, qual será o tamanho da nossa unidade?

 

gestao de banca 5

Na verdade, não há uma resposta objetiva para isso. O fato é que, evidentemente, quanto menor o percentual aplicado, menor também é o risco de quebrar. O Nettuno, por exemplo, aconselha sempre a utilização de, no máximo, 5% da banca por entrada.

 

Porém, a grande lição aqui passa por um outro questionamento: quanto eu estou disposto a perder? Sim, afinal de contas, nenhum trader ou apostador no mundo passa a vida só ganhando. As perdas fazem parte deste universo e são cotidianas. E é só quando sabemos o valor que estamos dispostos a perder que começamos a, efetivamente, ter uma gestão de banca eficiente.

 

Como definir as unidades em sua gestão de banca

 

Então, vamos supor que você é um trader que já sabe o quanto está disposto a perder. E que, como qualquer bom trader, fecha a entrada quando ela perde valor, ainda que esteja em prejuízo. Isso significa, portanto, que na maioria das vezes seus reds serão menores do que sua stake total, certo?

 

gestao de banca 7

 

Porém, isso não significa, em hipótese alguma, que você pode aumentar a unidade imaginando que nunca tomará um red cheio. Afinal, chegará o dia em que seu time levará, por exemplo, dois gols seguidos, não dando tempo de fechar a posição após o primeiro.

 

Veja também: 30 mil dólares operando pelo celular

 

Em outras palavras, o que queremos dizer é que a stake ideal é aquela que nos deixa trabalhar confortavelmente. Quando seu dinheiro está em jogo, no mercado, você deve se questionar se realmente aceita perder aquele valor ou se isso lhe causará danos emocionais. Se rolar um nervosismo, começar a suar frio e ficar ansioso ao imaginar o cenário de red, é porque certamente você está colocando mais dinheiro do que deveria em suas operações.

 

Qual a melhor gestão de banca

 

Agora que sabemos a importância da gestão de banca e como definir sua unidade, a pergunta óbvia que vem a seguir é: qual a melhor gestão de banca para usar?

 

Antes de respondê-la, porém, é preciso se atentar a outro detalhe importantíssimo. Nenhuma gestão de banca, por melhor que seja, é milagrosa. Quem fará você ser lucrativo no longo prazo são suas escolhas como apostador ou trader. Ou seja, se você faz entradas sem valor esperado positivo, utilizando ínfimos 0,01% da banca, por exemplo, a única vantagem é que demorará mais tempo para quebrar.

 

Então, método de trabalho bem definido e muita disciplina são fundamentais para o sucesso nas apostas esportivas. A gestão de banca fecha esta tríade como uma ferramenta indispensável, mas incapaz de fazer tudo sozinha. O fato é que você pode até não ganhar dinheiro tendo gestão de banca, mas certamente perderá se não tiver.

 

gestao de banca 8

 

Isso posto, podemos concluir que a melhor gestão de banca, na realidade, não existe. Ou seja, este conceito é individual de cada apostador. Há os que preferem trabalhar com stake fixa e os que variam o número de unidades de acordo com a confiança em cada entrada, por exemplo.

 

Veja também: A história do padeiro que vive de trade esportivo

 

Neste quesito, a única verdade absoluta é que você não pode, jamais, se apegar uma gestão de banca que promete ser milagrosa. Afinal, milagres e dinheiro fácil são coisas que não existem no trade esportivo – embora haja quem tente vender o contrário.

 

Um das formas mais conhecidas de gestão de banca é o Método de Ciclos, criado pelo Nettuno.

 

Neste vídeo, o próprio Nettuno fala sobre a importância da gestão de banca.

 

Participe do nosso canal no Telegram